Religião
Foto:
Manuel de Medeiros Guerreiro

NOME

1891-04-12

DATA DE NASCIMENTO

1978-04-10

DATA DE FALECIMENTO


pt.wikipedia.org/wiki/Manuel_de_Medeiros_Guerreiro

SITE



D.Manuel de Medeiros Guerreiro nasceu a 12 de abril de 1891, na freguesia de Santa Cruz, da então Vila da Lagoa, ilha de S. Miguel – Açores.

Aluno distinto do Seminário de Angra do Heroísmo, onde entrou, no ano de 1904, foi ordenado presbítero a 24 de agosto de 1913, em Rendufinho, por D. Francisco José Vieira de Brito Braga por, nessa altura, a diocese angrense ser sede vacante. Uma vez ordenado, partiu para Roma e no Colégio Português doutorou-se em filosofia e na Pontifícia Universidade Gregoriana obteve o doutoramento em Teologia, tendo tirado também, neste mesmo estabelecimento de ensino superior, o bacharelato em direito canónico.

Em 1919, voltou aos Açores e exerceu durante 18 anos a docência no seminário diocesano. Em 1928, foi nomeado reitor daquele estabelecimento de formação sacerdotal.

Em 1937, o papa Pio XI, a 10 de abril, nomeou-o bispo de S. Tomé de Meliapor, do Padroado Português do Oriente (Índia). Historicamente, Meliapor consistia numa fortaleza e porto comercial português no século XV, na costa coromandel, na pronvíncia indiana de Madrasta, e ficou sendo conhecida por cidade de S. Tomé, por ali terem sido descobertas relíquias deste Apóstolo. Ia, assim, parar, por vontade papal, aos confins do Oriente, mais um açoriano, honrando o episcopado português e a Igreja Católica. Este prelado tomou posse da sua diocese de Meliapor, por procuração, a 10 de agosto de 1937. A sua sagração efetuou-se na Basílica do Bom Jesus, em Goa, a 15 de agosto de 1937. A essa cerimónia presidiu o patriarca das Índias D. Teodósio Castro. Entrou solenemente na sede diocesana a 22 do mesmo mês, tendo-lhe sido prestada uma calorosa receção na Estação Central de Madrasta.

D. Manuel de Medeiros Guerreiro visitou e fez um estudo pormenorizado da sua tão dispersa diocese, pelo que pôde orgulhar-se de não ter deixado de visitar uma só das suas 62 paróquias dentro do prazo prescrito pela lei canónica.

Em 1950, foi transferido, por bula de Pio XII para a diocese de Nampula, em Moçambique, então vaga pela resignação de D. Frei Teófilo de Andrade, a 2 de março de 1951, de que veio a tomar posse a 15 de maio do mesmo ano. Entrou para a sua nova diocese a 24 do mesmo mês, dia da Festa do Corpo de Deus.

A obra deste Bispo, em África como nas Índias, foi excecional a nível de organização e da criação de valências para desenvolver proficuamente o seu apostolado em prol dos fieis e da igreja que tanto amou.

Aquando do seu jubileu, que ocorreu a 15 de agosto de 1962, e que foi altamente festejado, houve uma carta que o honrou sobremaneira. Foi a do Papa João XXIII, datada de 24 de julho do ano anterior. Foi agraciado pelo Presidente da República, na qualidade de grão-mestre das ordens portuguesas com o grau de grande oficial da Ordem do Império.

Faleceu a 10 de abril de 1978, encontrando-se então na terra do seu nascimento, a freguesia de Santa Cruz, no Concelho da Lagoa, ilha de S. Miguel. Foi sepultado no cemitério da então Vila das Lagoa.


BIOGRAFIA

República da India

PAÍS

S. Tomé de Meliapor

CIDADE


Notas Históricas Sobre Bispos Açorianos, de Valdemar Mota.

FONTE